Perda de massa muscular na menopausa



Quando o assunto é envelhecer, as doenças são pautas que sempre vêm à tona. AVC, perda de memória, doenças cardiovasculares, artrite e tanta outras enfermidades são lembradas como típicas desta nova etapa da vida. No entanto, para as mulheres, a perda de massa muscular na menopausa pode ser considerada tão relevante quanto essas doenças. E hoje entenderemos o porquê.


De início, devemos falar de dois estágios, o climatério e a menopausa. O primeiro se caracterizada pela transição da vida fértil da mulher para a fase não reprodutiva. E a menopausa, é a última menstruação, diagnosticada após 12 meses sem menstruar. Neste último estágio, a menopausa é causada pela queda na produção de dois hormônios: progesterona e estrogênio.


Mas como essa queda interfere na perda de massa muscular na menopausa? Continue a leitura para saber mais!


MASSA MUSCULAR: COMO ELA É AFETADA NA MENOPAUSA

A partir dos 40, tanto nos homens quanto nas mulheres, começa a decadência muscular. Apesar de algumas pessoas relatarem a estabilização do peso mesmo na velhice, o que é identificado nos exames, já que a composição corporal passa a consistir em cerca de 80% de gordura. Isso significa que a pessoa manteve o peso, mas ganhou gordura e perdeu massa magra. Já para as mulheres, esse quadro é agravado, a perda de massa muscular na menopausa é acelerado.


Além disso, as variações hormonais comuns dessa etapa biológica da vida da mulher afetam a saúde em diversos aspectos. São também comuns mudanças alimentares, menos disposição, a memória é afetada, queda de cabelo, alterações emocionais surgem e a saúde dos ossos fica comprometida.


Porém, a perda de massa muscular na menopausa afeta principalmente a mobilidade, força e qualidade de vida da mulher. Afinal, há maior dificuldade para executar as tarefas cotidianas. Ademais, a perda de massa muscular reduz o metabolismo e consequentemente, aumento da gordura abdominal e ganho de peso. Assim como se torna mais difícil gerenciar o peso e emagrecer.


É POSSÍVEL GANHAR MASSA MUSCULAR NA MENOPAUSA?

Hábitos saudáveis como uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios podem trazer ótimos resultados. Além de frear a perda de massa muscular na menopausa, é possível ganhar massa magra.Saiba abaixo como essas e outras práticas que podem trazer benefícios, antes, durante e após a menopausa.


ALIMENTAÇÃO

Com a ajuda de um nutricionista, é possível montar um planejamento alimentar adaptado às necessidades do corpo que está prestes a entrar na menopausa. Assim como realizar as devidas alterações na alimentação da mulher que estiver nessa fase. A reeducação alimentar, muitas vezes, é a aposta dos médicos.


A soja e a linhaça, por exemplo, ajudam a amenizar os sintomas. Dietas nutritivas com frutas e legumes é essencial. Assim como a ingestão de proteínas. Neste último caso, pesquisas demonstraram que é possível conseguir a manutenção da massa muscular com uma dieta rica em proteínas.


PRÁTICA DE EXERCÍCIOS

A prática regular de atividades físicas estimula o ganho de músculos e a sua manutenção. A musculação pode ser combinada por exercícios aeróbicos, a rotina de exercícios deve ser orientada por educadores físicos e profissionais da saúde. Outra opção que pode ser incluída, são os exercícios de resistência, que também têm a capacidade de prevenir a perda de massa muscular na menopausa.


Além da união de alimentação e exercícios, a mulher pode buscar ajuda médica sobre reposição hormonal e suplementação alimentar. Ambos devem ser aconselhados e acompanhados pelo profissional. Serão dadas as devidas orientações sobre o uso e qual é a evolução esperada com o tratamento.

0 visualização
KANSLA
EXPERIÊNCIA
SIGA-NOS
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

© 2020 - Kansla Brasil - Você 100%! Todos os direitos reservados.

NP NUTRACÊUTICOS LTDA.
Quadra 33, Lote 11, Sala 2 – Parque Esplanada III – CEP: 72.876-333 | Valparaíso-GO
Telefones: (61) 3349-9596 / (61) 992952176

0